POR QUE O BRANDING PARA EMPRESAS DE TECNOLOGIA É DIFERENTE?

P

POR QUE O BRANDING PARA EMPRESAS DE TECNOLOGIA É DIFERENTE?

Se você é gestor de uma empresa de tecnologia, pode ter uma noção diferente da importância do branding em seu segmento. Inclusive, é bem possível que o trabalho de branding tenha sido deixado de lado nas prioridades. Calma, isso é compreensível, não se preocupe! Afinal, novos produtos, tecnologias e otimização de desempenho estão sempre na sua cabeça e na sua agenda, certo?

A indústria das empresas de tecnologia tem suas características próprias. Tão próprias que podem chegar a ser mais intensas em seus processos do que outros negócios B2B. Por isso, logicamente, o branding dessas empresas tem que ser tratado com a diferenciação que merece. Preparado para descobrir o porquê?

O desequilíbrio das empresas de tecnologia com o branding

No topo das grandes marcas mundiais, boa parte são de tecnologia. Apple, Google, Amazon, entre outras, mostram que a força da marca faz, sim, diferença. No entanto, as empresas de tecnologia têm um grande dilema. Ao mesmo tempo em que muitas compreendem o poder e a utilidade do branding, existem outras prioridades no caminho.

O marketing de uma empresa de tecnologia foca no produto. Novas funções, maior flexibilidade, custo-benefício. Os produtos e serviços, afinal, são a base de tudo. Porém, com tudo isso, os investimentos na mensagem podem acabar ficando pelo caminho. E nem é preciso dizer que isso pode ser extremamente prejudicial para a confiança de seus clientes, não é mesmo?

A vantagem competitiva tecnológica no curto prazo precisa de um equilíbrio. Muitos gestores sentem essa necessidade. Saber passar a mensagem de empresa de tecnologia por meio do trabalho de branding gera um relacionamento no longo prazo. Esse relacionamento fortalece sua empresa e torna sua marca sustentável.

À medida que o mercado entra na maturidade, todos começam a imitar quem está na liderança. Nesse ponto, a comoditização torna-se uma realidade próxima. Você não quer que sua marca tenha o preço como única característica marcante, certo?

Empresas de tecnologia dependem de reconhecimento de marca para sobreviver a essa maratona. A relação do branding pode não ser uma prioridade tão imediata comparada a outras empresas. Mas, pode acreditar: o futuro de sua empresa de tecnologia depende de um trabalho de branding de qualidade!

As diferenças que fazem empresas de tecnologias se destacarem

O mercado de empresas de tecnologia é veloz, e você sabe disso. Nessa correria, ter uma marca reconhecida e com credibilidade no mercado acaba com qualquer indecisão que seu cliente possa ter. Afinal, o acesso a tecnologias é, mais ou menos, nivelado. O que se destaca, então?

Comparando com a indústria do varejo, é possível notar um ritmo diferente nas empresas de tecnologia. Confira como o branding age em relação a essas características:

Ciclo de vida do mercado

Diferentemente do ciclo lento de maturação de indústrias mais tradicionais, empresas de tecnologia evoluíram muito rápido em pouco tempo. Isso afeta as expectativas do consumidor, que agora espera algo à altura dessa evolução. 

O branding, nesse caso, não pode se focar demais nas soluções tecnológicas. Afinal, elas mudam rapidamente. A mensagem, nesse caso, deve cuidar para se manter atemporal. Assim, a marca pode ter uma vida longa (e próspera!)

Ciclo de vida do produto/serviço

Solução tecnológica, em um ano, já não é mais a mesma. Empresas de tecnologia não têm maturidade de produto. Portanto, o posicionamento da marca deve se conectar a isso. Atualizações e novos clientes que adotam o serviço devem ser levados em conta na mensagem.

Complexidade do produto/serviço

A natureza da tecnologia é intangível e complexa. Portanto, toda a experiência e expertise que a sua empresa tem precisam refletir na marca. Uma boa marca tecnológica mostra, de forma simples, o que ela pode realizar para fazer o cliente atingir o tão desejado sucesso! 

Distribuição da solução 

Tecnologia exige muitos processos para ser distribuída. Mesmo uma solução 100% digital necessita de infraestrutura, parcerias, implementação e controle de qualidade para tornar o ciclo mais horizontal. 

O branding, nessa situação, deve focar os esforços da marca valorizando todos os processos de distribuição. A experiência do usuário, diferentemente de outras empresas, tem uma importância muito maior na forma de distribuição.

O melhor branding garante os melhores clientes

Em um mercado em que é muito fácil se parecer com todo mundo, empresas de tecnologia precisam ficar espertas. A sua empresa está ciente do poder da percepção de marca para o seu negócio para garantir sua sustentabilidade no longo prazo? 

Como sua empresa de tecnologia lida com a gestão de marcas? Você já trabalha a identidade de sua empresa para não ter apenas uma marca genérica? Deixe sua mensagem nos comentários e até a próxima!

Sobre o autor

Felipe Gondin

Felipe Gondin é CEO da Disruptive Academy e Head de Inovação da CAPME Branding. Também é Diretor de Inovação da ADVB/SC, professor e palestrante convidado de diversos eventos sobre branding e inovação.

Comentar

Felipe Gondin

Felipe Gondin é CEO da Disruptive Academy e Head de Inovação da CAPME Branding. Também é Diretor de Inovação da ADVB/SC, professor e palestrante convidado de diversos eventos sobre branding e inovação.

Vamos conectar?

Instagram

Error validating access token: The session has been invalidated because the user changed their password or Facebook has changed the session for security reasons.

Newsletter

* campos obrigatórios